A Oscilação Antártica (AAO) é caracterizada por perturbações na altura geopotencial* ( ~ 700hPa) com sinais opostos entre a Antártica e latitudes médias. Possui duas fases distintas (positiva e negativa), podendo durar de semanas a meses. O horizonte de previsão ainda é curto, normalmente na casa de 10 dias.

Fase positiva (+): Fortalece o vórtice polar, mantendo o ar mais frio confiando ao pólo sul; enfraquece também o jato subtropical e o deslocamento dos ciclones tende mais ao sul.

☀️ VERÃO: Enfraquece a chuva na fronteira oeste do Rio Grande do Sul, norte de Minas Gerais e Espírito Santo, e intensifica as chuvas entre Mato Grosso, Tocantins, e áreas da região Nordeste;

🍁 OUTONO: Enfraquece a chuva na região Sul e áreas de São Paulo;

⛄ INVERNO: Sem correlação significativa;

🌻 PRIMAVERA: Enfraquece a chuva no Mato Grosso do Sul e no Sul, mas nada muito intenso. Pode favorecer a chuva na Bahia, Goiás e norte de Minas Gerais.

Fase negativa (-): Enfraquecimento do vórtice polar, permitindo que o ar mais frio alcance as latitudes médias; fortalece o jato subtropical que se desloca mais ao norte e favorece a propagação dos ciclones em direção ao sudeste da América do Sul.

☀️ VERÃO: Favorece a chuva no Sul, São Paulo e Mato Grosso do Sul, e pode enfraquecer a precipitação no centro-norte do Brasil;

🍁 OUTONO: Favorece bastante a chuva no Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul e sul de Minas Gerais, enfraquecendo no centro-norte brasileiro;

⛄ INVERNO: Pouco sinal, mas pode favorecer a chuva entre o leste Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul;

🌻 PRIMAVERA: Intensifica a chuva no Sudeste, especialmente no leste de São Paulo. Também favorece entre o sul de Mato Grosso, Goiás e norte de Mato Grosso do Sul.

Relação com a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS): Frequência, persistência e o acumulado de chuva são maiores quando AAO+. Alguns estudos também sugerem que os eventos de ZCAS são mais fracos durante o verão quando AAO-.

Referências

REBOITA, Michelle Simões; AMBRIZZI, Tércio; ROCHA, Rosmeri Porfírio da. Relationship between the southern annular mode and southern hemisphere atmospheric systems. Revista Brasileira de Meteorologia, v. 24, n. 1, p. 48-55, 2009.

Rosso, Flávia Venturini, et al. “Influence of the Antarctic oscillation on the South Atlantic convergence Zone.” Atmosphere 9.11 (2018): 431.

Quer ter uma previsão do tempo da sua própria fazenda?

Com o modelo exclusivo de previsão hiperlocal da FieldPRO isso é possível. Converse com nossa equipe agora mesmo para saber mais informações: Whatsapp FieldPRO